Almada cria observatório e centro de investigação para “passar à prática” nas alterações climáticas

Público
Francisco Alves Rito 30 de Outubro de 2019, 18:5

Almada, o concelho apontado pelo Plano de Combate às Alterações Climáticas na Área Metropolitana de Lisboa como o mais afectado pela prevista subida do mar nos próximos anos, vai criar um observatório e um centro de estudos de avaliação de riscos costeiros, para “passar à prática” na adaptação que os cientistas apontam como cada vez mais urgente.

O Observatório de Avaliação de Riscos Costeiros e um Centro de Estudos de Avaliação e Gestão de Risco Ambiental e Protecção Civil, em comunidades costeiras foram formalmente criados nesta quarta-feira por acordo entre a Câmara Municipal de Almada, a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa (FCT-UNL), o Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) e o TRYP Lisboa Caparica Mar Hotel.

Na prática vai ser instalada uma câmara de vigilância no topo do hotel de oito andares, na primeira linha de praia da Costa da Caparica para monitorizar em permanência os comportamentos do mar naquela zona de costa e permitir assim aos investigadores do centro de estudo, da FCT e do LNEC, avaliarem os galgamentos e respectivos impactes em terra.

veja mais em :::: Público

A Zona a VERMELHO indica uma zona em risco de estar submersa em 2050!

click para ver mais mapas:::::> mapas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s